Quinta-feira, Abril 25, 2024
InícioNotíciasSeduc cria modelo pedagógico padronizado para escolas de tempo integral

Seduc cria modelo pedagógico padronizado para escolas de tempo integral

As gestões escolares com práticas exitosas no ensino de tempo integral irão espelhar os saberes desenvolvidos nos centros estaduais de tempo integral em todo o Piauí. A troca de experiências aconteceu no Seminário Orgulho de Ser Integral, realizado nesta quinta-feira (2), no Centro Estadual de Educação Profissional (Ceep) José Pacífico de Moura Neto, localizado no bairro Novo Horizonte.

A programação busca sistematizar e renovar um documento orientador pedagógico identificando particularidades e aprendizagens em comum na rotina pedagógica deste modelo.

Secretário de Educação, Washington Bandeira

O secretário de Estado da Educação, Washington Bandeira, pontuou a importância de alinhar as práticas e saberes que regem a rotina das escolas de tempo integral.

“Ao considerar os resultados das escolas de tempo integral do Piauí no Ideb do Ensino Médio, estamos na 9ª colocação, porém queremos chegar no topo e, para isto, vamos expandir o ensino de tempo integral para mais cem escolas. Entendemos que o modelo pedagógico de tempo integral vai além da jornada das disciplinas básicas, pois nestas escolas há investimento no estudo orientado pelos professores, preparação para olimpíadas, recomposição de aprendizagem, o lazer e a cultura, então, são diversas atividades que fixam os alunos nas escolas e melhoram os resultados de desempenho e aprendizagem”, afirmou.

No decorrer das atividades serão formados grupos temáticos que irão trabalhar as experiências exitosas que compõem a rotina pedagógica e clima escolar, organização e planejamento do currículo e gestão de sala de aula. O público-alvo do evento são os gestores e coordenadores pedagógicos de 29 Centros Estaduais de Tempo Integral das 21 Gerências Regionais de Educação do Piauí.

Alberto Machado, coordenador das escolas de tempo integral da Seduc, pontuou o compartilhamento de experiências em uma amostra de escolas de tempo integral para sistematizar uma rotina neste modelo educacional. “A partir do diálogo entre rotinas escolares iremos criar esse documento comum, considerando cada realidade, mas que a gente tenha esse norte pedagógico de atualização. Estamos com escolas que têm resultados relevantes em suas práticas pedagógicas e outras que podem se beneficiar deste sucesso com novas experiências de ensino envolvendo o contexto, por exemplo da arte e tecnologia. Logo, o tempo integral permite ao estudante uma rotina que fomente seu projeto de vida”, comentou.

O diretor Darkson Vieira, do Centro Estadual de Tempo Integral (CETI) Augustinho Brandão, no município de Cocal dos Alves, conta que a escola atende 500 estudantes com a oferta do tempo integral no Ensino Fundamental, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos

“A escola atende os alunos na oferta de tempo integral desde 2013 e vem trabalhando o desenvolvimento social por meio da educação. Este trabalho foi impulsionado com o tempo integral, pois temos a possiblidade de desenvolver mais projetos na formação básica e, com mais tempo, inserir projetos servindo os interesses próprios da comunidade. Temos resultados positivos com ingressos dos alunos em universidades públicas em todo o país e as horas extras permitem os alunos terem bons resultados em olimpíadas de conhecimento”, observou.

Carlos Eduardo Soares Rodrigues é gestor do CETI Raldir Cavalcante Bastos, localizado no bairro Renascença, zona sudeste de Teresina, que atende 400 estudantes. O professor esteve presente no diálogo de capacitação para implantação do modelo de tempo integral no Piauí em 2008. “Este é um momento importante de escuta para pensar uma forma de expandir o ensino de tempo integral para além da ideia de um tempo a mais na escola e sim que o estudante tenha uma qualidade de ensino em um tempo maior. Na minha experiência com o ensino integral, asseguro que este tempo de professores e alunos a mais nas escolas deve ser empreendido em desenvolver habilidades e competências dos estudantes. Buscamos contribuir e aprender para estes resultados colocando o Piauí como primeiro lugar no Ideb do Ensino Médio”, enfatizou o gestor.

Professores e gestores no Seminário Orgulho de Ser Integral

Expansão do Tempo Integral

Segundo o Censo Escolar de 2022, a rede pública estadual piauiense está entre os dez estados brasileiros que possuem a maior proporção de alunos em tempo integral matriculados na rede pública de Ensino Médio. Com 20,8%, o percentual é maior do que a média apresentada pelo país, que é de 20,4%.

O Piauí conta hoje com 96 escolas de tempo integral na rede estadual e ainda no mês de março terá início o projeto de expansão do tempo integral e modelo pedagógico padronizado, conforme observa o secretário. “Iremos lançar o projeto de expansão para mais 30 escolas este ano, com o processo de transformação dessas escolas para o modelo integral. Este momento servirá para troca de experiência para que possamos montar a grade curricular personalizada com base no novo ensino médio para levar às novas escolas” detalhou Washington Bandeira.

Secretário Washington Bandeira com gestores da educação no Seminário Orgulho de Ser Integral

Fonte: Governo Estadual do Piauí

Stay Connected
16,985FãsCurtir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever
Must Read
Related News