Quinta-feira, Abril 25, 2024
InícioNotíciasMDH faz diagnóstico sobre violações dos direitos do povo Yanomami

MDH faz diagnóstico sobre violações dos direitos do povo Yanomami

Integrantes do Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC) estiveram nesta segunda-feira (6) em Boa Vista (RR) para a segunda etapa da missão com o objetivo de levantar informações para a produção de diagnóstico referente à tragédia humanitária que assola o povo Yanomami.

A comitiva do Ministério visitou a Casa de Saúde Indígena (Casai), os hospitais da Criança e Geral de Roraima (HGR) e o Conselho Indígena de Roraima (CIR). A equipe ministerial está na região pela segunda semana consecutiva.

Fonte: Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania

Na Casai, o grupo de trabalho verificou instalações e conversou com profissionais de saúde para entender como estão as condições, os procedimentos que são adotados e as principais demandas da população Yanomami. O local funciona como uma casa de apoio aos indígenas que já receberam tratamento de saúde e estão aguardando a data de retorno para casa. Entre os profissionais no local, estão profissionais de saúde, assistentes sociais e funcionários voluntários.

O coordenador da Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente do MDHC, Assis da Costa Oliveira, que está no local, ressalta a importância de obter todas as informações necessárias para realizar um relatório bem preciso.

“O diagnóstico será útil para que se possa apontar tanto os cenários de políticas públicas quanto das violações de direitos humanos pelas quais passa o povo Yanomami. Apontar para a sociedade e o Estado as diretrizes e recomendações necessárias para a melhoria integral das condições de vida da população Yanomami e responsabilização dos agentes que provocaram essa situação grave de violação de direitos humanos desse povo”, afirma.

Pelo MDHC, também integram a comitiva a coordenadora-geral do Gabinete da Secretaria-Executiva, Teresa Labrunie Calmon Soares; e a coordenadora-geral da Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, Luciana Pivato.

Além dos agentes públicos e profissionais de saúde, há diversos voluntários dando apoio à grave situação do momento, como integrantes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), das Forças Armadas e profissionais dos Mais Médicos e do Médicos Sem Fronteiras.

Nesta terça-feira (7), a equipe irá à terra indígena Yanomami para poder acompanhar diretamente como estão as suas condições de vida, os conflitos com os garimpeiros e concluir o levantamento. Para quarta-feira (8), está prevista a presença do ministro do MDHC, Silvio Almeida, na região.

Fonte: Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania

Stay Connected
16,985FãsCurtir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever
Must Read
Related News