A imprensa estadual maranhense confirmou nesta segunda, dia 13, que o vice-governador Carlos Brandão deverá,  antes mesmo de tomar posse em abril, deixar o PSDB para se filiar no Partido Socialista Brasileiro, o PSB, do governador Flávio Dino.

A chegada de Brandão é apenas uma das várias lideranças que deverão se filiar na sigla para formação de uma competitiva chapa de candidatos a deputado estadual e federal.

Nos bastidores mais bem informados da política estadual, circulam informações de que os timonenses deputados Rafael e Socorro Waquim, além do coronel Schinneyder, também estão nos planos do partido para filiação na sigla.

O problema é amansar a relação entre os três timonenses numa mesma sigla, afinal todos sabem que embora Rafael, Socorro e Schinndyer tenham Brandão como ponto de intersecção política, eles não se gostam e são adversários em Timon.

Outra situação desagradável será para o ex-prefeito e ex-presidente estadual do PSB, Luciano Leitoa, que tem afirmado não ter planos para deixar a sigla, mesmo com as mudanças a seu contragosto. Embora ainda tenha assento no diretório nacional, é fato que Luciano não se sentirá nada bem em ter que conviver com seus três principais adversários de Timon.

Mas por enquanto, tudo ainda está no plano das especulações. Vamos ver se elas se concretizam…

ELIAS LACERDA