JVC se afasta da oposição e pode ser 1º suplente de Wellington Dias

Ex-senador João Vicente Claudino (Foto: Gustavo Almeida/Lupa1)

O ex-senador João Vicente Claudino (PTB) e lideranças próximas a ele não viram com bons olhos a declaração do deputado estadual Júlio Arcoverde (Progressistas) de que a chapa da oposição será formada por Iracema Portella e Silvio Mendes. Segundo Júlio, falta apenas definir qual deles será vice e qual será candidato ao governo. 

O deputado ainda afirmou que a vaga de senador será preenchida a partir de dissidências na base governista. Ou seja, conforme a declaração de Júlio Arcoverde, não há espaço para João Vicente na chapa da oposição. Ele não será nem candidato a governador, nem a vice e nem a senador no lado oposicionista.

Para pessoas próximas a JVC, essa decisão do Progressistas afasta o ex-senador da oposição e pode empurrá-lo para a base do governo. Reservadamente, liderança próxima a JVC disse ao Lupa1 que política se faz é somando e não tem sido essa a postura da oposição com João Vicente. A avaliação é que a definição da chapa espanta o ex-senador.

Na base governista, já se iniciam os movimentos para acolher JVC de volta. A expectativa é que ele seja o primeiro suplente de senador de Wellington Dias (PT), que vai disputar vaga no Senado em 2022. Por outro lado, membros da oposição dizem que JVC nunca demonstrou firmeza em ir para a campanha e por isso não contavam com ele na composição de chapa.

Se for mesmo para a base governista, o ex-senador escreverá mais um capítulo do seu vai-e-vem político dos últimos anos.

FONTE: LUPA