Prefeitura rompeu convênio de R$ 800 mil com PMs que faziam segurança de estações de ônibus

Estações destruídas em vários pontos de Teresina (Foto: Ellyo Teixeira / OitoMeia)

A Prefeitura de Teresina rompeu um convênio no valor de R$ 800 milhões mensais que eram pagos para policiais militares realizarem a segurança das estações de ônibus na capital. Segundo informações colhidas pela coluna, a Prefeitura trabalha para que a Guarda Civil Municipal assuma a tarefa a partir de agora.

O líder do prefeito da Casa, o vereador Renato Berger (PSD), explicou em entrevista à imprensa, que um diagnostico apontado pelo vice-prefeito, Robert Rios (PSB), constatou que o quantitativo de PMs era pequeno, e portanto, insuficiente para realizar o policiamento do locais.

“A Prefeitura cancelou esse convênio, porque segundo o vice-prefeito sai mais barato convocar mais guarda do que pagar esses policias”, disse. 

QUADRILHA? POLÍCIA INVESTIGARÁ

Recentemente, a gestão municipal tem enfrentado mais uma ponta da crise do transporte público que se instalou na capital: a constante vandalizarão e depredação das estações de ônibus do Inthegra. O prejuízo aos cofres públicos já chegou a pelo menos R$ 2 milhões.

As ações geralmente deixam as estações com vidros quebrados, portas estraçalhadas, fiação destruída e mais recentemente os suspeitos também passaram a levar um aparelho, responsável por abrir a porta e que pode ser bem vendido no mercado, e passaram a furtá-lo também.

Segundo Renato Berger, a Prefeitura efetuou uma denúncia à Polícia Civil, bem como trabalha em um projeto de inteligência para que a própria GCM possa apurar o ocorrido. Sem citar nomes Berger pontuou não descartar a existência de uma quadrilha. Para o vereador, a constância e modus operanti com as quais os supostos vândalos agiram levantam suspeitas:

“Se suspeita, pois foram feitas direcionadas para as paradas de ônibus. Vemos uma coisa bem orquestrada, muito similar, muito próxima uma da outra. Há questão que chama atenção é que descobriram que existe um chip que faz abrir a porta e que tem um preço bom no mercado, e estão roubando ele”, avaliou.

FONTE: OITOMEIA