Médicos realizam paralisação de advertência na próxima terça-feira, 16

O Sindicato dos Médicos do Estado do Piauí (SIMEPI) promoveu nesta quarta-feira, 10, assembleia extraordinária para discutir a situação dos médicos que atuam junto a Fundação Municipal de Saúde (FMS), em Teresina e a Secretaria Estadual de Saúde (SESAPI). Ao longo das duas últimas semanas, o SIMEPI foi procurado por diversos profissionais, que relataram o corte em seus vencimentos.

Durante a assembleia, a categoria relatou os problemas que tem enfrentado nos vínculos de trabalho precários, resultado de sucessivos processos seletivos realizados por prefeituras e pela Secretária de Saúde do Estado (SESAPI).

Diante dos problemas apontados, a categoria deliberou para realização de paralisação de advertência, na próxima terça-feira, 16 de novembro. Nesta data, os médicos piauienses vão paralisar o atendimento na rede pública de saúde, a exceção dos serviços de urgência e emergência, para reivindicar a realização de concurso público e a aplicação da progressão da carreira médica. O pagamento do piso salarial, definido pela Federação Nacional dos Médicos (PISO FENAM), também entrará na pauta de reivindicações.

SIMEPI

ASCOM