Evangelina Rosa realiza Mamaço para estimular doação de leite humano

Incentivar a doação de leite humano foi o objetivo do Mamaço que aconteceu no Parque da Cidadania, através do Banco de Leite Humano (BLH) da Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER). O evento faz parte das comemorações alusivas ao Dia Mundial de Doação de Leite Humano e da I Semana Estadual de Doação de Leite Humano no Estado, comemorado em maio.

“Esse é um evento que já é tradição, que acontece há aproximadamente 10 anos. O evento tem o objetivo de chamar a atenção das mães que amamentam, da sociedade, das famílias, de gestores e de organismos não governamentais, para apoiar tanto a causa da amamentação quanto da doação. Temos um percentual de nascimento pré-maturo alto em nosso país. No nosso estado chega a 12%, então é uma responsabilidade não só dos serviços de saúde, mas de todos, para conseguir recuperar bebês prematuros para que cresçam e sejam adultos saldáveis. E o primeiro caminho para isso é  darmos a garantia do leite humano para esse bebê, que é o alimento especifico e apropriado para um bebê com tanta particularidade fisiológica. Então essa é uma causa simples, nobre e que não é difícil de ser alcançada. Uma mãe saudável que amamenta, de sua residência ela consegue contribuir salvando vidas de bebês através de sua doação”, destaca Vanessa Paz, coordenadora do Banco de Leite Humano (BLH) da MDER.

Durante o mamaço, foi realizado o cadastro de mães que estão amamentando e desejam aderir ao grupo de doadoras do Banco de Leite Humano.  Para ser doadora, a mamãe deve estar alimentando seu bebê em livre demanda; estar saudável e não tomar nenhum medicamento que interfira na amamentação; residir em Teresina ou Timon e possuir caderneta de gestante com os exames do último trimestre atualizados.

Kayra Fernandes Monteiro, mãe do pequeno João Victor, realizou cadastro para doação e falou da importância da doação de leito humano. “Meu filho nasceu com um problema de saúde e precisou ir para a UTI, assim eu comecei a doar leite para outros bebês e ao mesmo tempo tive que receber leite para o meu filho, pois com a ansiedade parei de produzir leite. Agora que estou podendo amamentar normalmente, estou realizando a doação para que outras crianças possam também receber esse alimento tão importante”, conta.

O bebê que recebe o leite doado é o recém-nascido prematuro e baixo peso, com problemas neurológicos ou com infecção. Na Maternidade Dona Evangelina Rosa, hoje são 56 bebês com dieta para Leite Humano Pasteurizado, sendo que 25 deles estão recebendo leite pasteurizado pelo Banco de Leite Humano. Além de poder doar diretamente no banco de leite as mães que residem no entorno das maternidades do Dirceu, Buenos Aires e Satélite podem procurar os postos de coleta de leite humano nesses locais.

Para realizar o cadastro e virar doadora entre em contato através do 0800 280 2522 ou 32282022 e ainda pelas redes sociais. Instagram: @bancodeleitethe e Facebook: Banco de Leite THE.

SESAPI