Com pouco mais de um ano de existência – e apenas alguns meses disponível no Brasil –, o Disney+ aposta alto para se firmar como um dos principais serviços de streaming do planeta durante 2021. E, a depender dos números conquistas nesse start, a perspectiva é preocupante para Netflix e Amazon Prime Video, atuais líderes do mercado.

Com 90 milhões de assinantes, Disney+ mira Netflix e Prime Video em 2021 (Foto: divulgação)

Para conseguir a afirmação neste ano, a plataforma tem em seu número de assinantes um de seus grandes trunfos. Quase três anos antes do esperado, o Disney+ praticamente bateu a meta de 90 milhões de usuários mensais: no último dia 2 de dezembro, o serviço atingiu a marca de 86,8 milhões de consumidores em todo o mundo.

Um dos principais problemas apontados pelos consumidores nesse primeiro ano de existência do Disney+ também começa a ser resolvido: a carência de títulos inéditos e exclusivos. Em dezembro de 2020, por exemplo, a plataforma estreou Soul, novo longa da Pixar e que se tornou a produção mais vista do serviço.

Nas séries a plataforma tem seu maior sucesso um título de Star Wars: o cativante The Mandalorian. Em 2021, entretanto, será a vez do Universo Marvel dar as caras no Disney+. Já neste mês o serviço vai ganhar uma de suas mais aguardadas produções: WandaVision. A trama, protagonizada pela Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen) e Visão (Paul Bettany), chega ao streaming no próximo dia 15.

Fonte: Metrópoles