Anitta é a estrela da capa de maio da revista Billboard dos Estados Unidos

Em entrevista, a cantora falou sobre como é ter uma carreira internacional, além de seu objetivo de levar a cultura brasileira para fora.

“Ser um artista internacional não é só ser famoso onde quer que você vá. Trata-se de ser capaz de impactar áreas culturalmente diferentes ao mesmo tempo”.

“Eu nunca poderia simplesmente ir a outro mercado e fazer o que quer que seja. Qual seria o propósito: Fama? Dinheiro? Eu já tinha isso, e esse não é o ponto para mim”, considerou.

Quando decidiu “se internacionalizar”, Anitta ouviu do próprio irmão e de inúmeros executivos de gravadoras que era impossível. Ainda assim, ela entendeu que precisaria ter coragem e se arriscou.

“Eu sabia que se eu falhasse, todos no meu país iriam rir de mim. Isso é o que acontece com todos que tentam e falham. Eu não queria me tornar uma piada. Eu queria que isso acontecesse de verdade”, disse.

Agora, com o álbum “Versions of Me”, Anitta prova aos pessimistas que está conseguindo o que almejava em um passado não tão distante.

“Eu quero ser capaz de fazer a diferença em outras coisas, não só na música. É sobre como as mulheres serão tratadas em seus empregos, sobre como a sociedade agirá, como elas votarão”, afirmou.

Além de ser a estrela da capa, Anitta vai falar e se apresentar no Billboard MusicCon, no dia 13 de maio, em Las Vegas (EUA).

Fonte: Splash – UOL
Fonto: Instagram