MPPI/Nupevid participa de audiência pública na Câmara Municipal de Teresina sobre exploração sexual de crianças e adolescentes

Na manhã desta quinta-feira (26), a coordenadora do Núcleo das Promotorias de Justiça de Defesa da Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar (Nupevid) do Ministério Público do Piauí (MPPI), a promotora Amparo Paz, participou de uma audiência pública na Câmara Municipal de Teresina, que teve como tema exploração sexual de crianças e adolescentes na capital piauiense.

De acordo com a coordenadora do Nupevid, a audiência foi de grande importância para alertar a sociedade sobre essas violências sofridas por crianças e adolescentes. Ela destacou que a maioria das crianças e adolescentes em situação de violência são do gênero feminino.  

“Essa audiência é de suma importância para tratar, justamente, da violência sexual contra crianças e adolescentes. Foi importante a nossa presença para que nós pudéssemos fazer um recorte de gênero dessa violência, porque a esmagadora maioria dessas crianças e adolescentes são do gênero feminino. Grande parte dessa violência ocorre dentro do lar, ou seja, o local onde aquela criança ou adolescente deveriam estar protegidos e acolhidos, é onde eles sofrem as maiores violações. É importante discutir, levar esse assunto para a sociedade para sensibilização no sentido de dar credibilidade à palavra das crianças, quando manifestarem que estão sofrendo esse tipo de violência”, destacou a promotora Amparo Paz.  

A vereadora Teresinha Medeiros, que propôs a audiência pública, ressaltou que esse é um momento de unir forças com todos os órgãos, agentes e entidades ligadas à causa, contra as várias violências sofridas por crianças e adolescentes.  

“É um momento de tristeza e indignação. A nossa preocupação é muito grande, porque estão sendo mutiladas as vidas de crianças e adolescentes, e é necessário unirmos forças. Todos nós, irmanados, vamos trabalhar, lutar, e principalmente implementar políticas públicas, que têm um poder maior, para que possam diminuir essas violências, esses estupros, esses casos inadmissíveis que estão acontecendo na nossa cidade”, comentou a vereadora Teresinha.

Também participaram da audiência a delegada Vilma Alves, representantes dos Conselhos Tutelares de Teresina, da Polícia Militar – Patrulha Maria da Penha, da Guarda Municipal de Teresina, da Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social (Semcaspi), da OAB, da Associação das Prostitutas e da Polícia Civil.

MPPI