Famílias que invadiram casas da Caixa Econômica são retiradas depois de negociações

As pessoas que ocupavam irregularmente as residências da Caixa Econômica Federal, no Parque Brasil, zona Norte da capital, foram retiradas do local, nesta quarta-feira (11), depois de negociações com representantes da Prefeitura de Teresina. A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação e o Programa Lagoas do Norte informam que os
moradores serão beneficiados em programas habitacionais futuros.

O invasores ocupavam as casas desde a última sexta-feira (06). Ontem (11) a Tropa de Choque e a Guarda Civil foram acionadas para a reitegração de posse aos donos legais.
Durante a ação houve conflitos com os moradores, o qual deixou policiais e os demais envolvidos feridos.


De acordo com a Semduh, as famílias serão incluídas em programas habitacionais futuros. Após a retirada, as casas foram lacradas pela Caixa Econômica Federal.


“A Prefeitura de Teresina realizou o cadastro das famílias para incluí-las em futuros programas habitacionais, caso seja comprovada a vulnerabilidade social das mesmas. É
importante frisar que a Prefeitura providenciou veículos para fazer a mudança das famílias para os endereços que elas próprias informaram”, disse a instituição em nota.


Uma reunião entre o prefeito, Dr. Pessoa, e representates do grupo de ocupantes está marcada para amanhã (13). A Guarda Municipal e a Polícia Militar farão a segurança diária
do local, pra evitar novas invasões.


“Ressalta-se ainda que todos os imóveis do Parque Brasil já têm destinação e não estavam abandonados, mas sim passando por reformas para corrigir os danos causados pela
ocupação anterior”, informou a Semduh.

Confira a nota na íntegra:
A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação e o Programa Lagoas do Norte informam que as famílias que ocuparam irregularmente as casas do Parque Brasil já foram
retiradas do local e os imóveis foram lacrados pela Caixa Econômica Federal.


A Prefeitura de Teresina realizou o cadastro das famílias para incluí-las em futuros programas habitacionais, caso seja comprovada a vulnerabilidade social das mesmas. É
importante frisar que a Prefeitura providenciou veículos para fazer a mudança das famílias para os endereços que elas próprias informaram.


Uma reunião entre o prefeito Doutor Pessoa e representantes do grupo que ocupou as casas será realizada na sexta-feira, dia 13 de agosto. Ressalta-se ainda que todos os imóveis do Parque Brasil já têm destinação e não estavam abandonados, mas sim passando por reformas para corrigir os danos causados pela ocupação anterior.


Equipes policiais são mobilizadas para retirar
ocupantes irregulares A ocupação irregular no residencial Parque Brasil, na zona Norte de Teresina, já durou cerca
de cinco dias. Equipes da Guarda Civil Municipal, Polícia Militar e Batalhão de Choque foram acionadas para a reintegração de posse dos imóveis. As mais de 200 famílias alegam que as casas estavam abandonadas há quase dois anos e por isso invadiram os locais.


As residências foram construídas através de parceria entre a Prefeitura de Teresina e a Caixa Econômica Federal. Em uma tentativa de conter os envolvidos na invasão, a Equatorial Piauí mobilizou 27 equipes para desligar a energia elétrica das residências. Os profissionais ainda encontraram 200 pontos de ligação irregular, o que pode comprometer
a distribuição da região.

FONTE: PORTALAZ