Robert Rios critica projeto de subsconcessão da Agespisa

0
111

O deputado Robert Rios Magalhães (PDT) foi o último orador na sessão plenária de ontem (13), quando falou sobre a subconcessão da Agespisa e das alianças políticas que vem sendo negociada pelo governador Wellington Dias. Seguindo Rios disse que a Agespisa detém o monopólio da venda de água para os consumidores e ainda assim está quebrada, por conta da corrupção, praticada por quem dirigiu a empresa.

“Pode perguntar para qualquer criança e a resposta é podridão corrupção, má gestão. Isso é que é a Agespisa. A Agespisa possui um excelente quadro técnico, excelentes servidores, mas de quatro em quatro anos o governo coloca na Agespisa um navio pirata cheio de corsários para dominar a Agespisa. Os piores quadros do Piauí, principalmente aqueles que tem a fama de corruptos, de canalhas, quadros que são sinônimo de podridão e de corrupção já passaram pela Agepisa”, disse.

Segundo Robert Rios, o governo tinha que sinalizar para a sociedade que tem a capacidade de corrigir as distorções na Agespisa. “Se eu tivesse sido governador três vezes eu tinha era vergonha da situação na Agespisa… o grande negócio do Piauí hoje é vender água engarrafada. Enquanto isso o governador com essa loucura de ganhar a Assembleia. Isso vai pegar muito mal para ele. O Ministério Público federal precisa investigar a Agespisa, saber quem faliu a empresa”.

O deputado acusou o governador Wellington Dias de se preocupar apenas com a reeleição, enquanto os problemas do Piauí ficam esquecidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here