Deputado Robert Rios critica decreto do governador

0
222

O deputado Robert Rios (PDT) criticou decreto do governador Wellington Dias que suspende empenhos de pagamento a fornecedores e empresas que prestam serviço para o Estado, afirmando que tal decreto prejudica o próprio Estado. O deputado previu que a próxima suspensão de pagamento será do servidor público, uma vez que até os hospitais já não recebem os valores dos convênios com o Plamta, que foram gastos com a folha de pessoal.

Robert Rios disse lamentar que o governo tenha estimulado os servidores a contraírem empréstimos consignados e agora esteja caloteando os bancos. Segundo ele, prefeitos municipais andam desfilando com autorizações do governo para a realização de obras que não são iniciadas.

Para Robert Rios, o governador sofre o desprazer de ver um filho condenado pelo Juiz dos Feitos da Fazenda a devolver dinheiro público gasto em 2015 com o frete de um jatinho e hospedagem em passeio turístico no norte do Estado. Para Robert, o governador devia ter pago a despesa, evitando o processo.

O deputado Rubem Martins (PSB) ofereceu aparte para indagar se havia ilegalidades nos empenhos suspensos pelo Decreto do governador. Ele observou que o empresário quando requer um pagamento já recolheu o imposto, e que no caso da suspensão do empenho caracteriza-se o calote.

Também o deputado Gustavo Neiva (PSB) ofereceu aparte para discorrer sobre audiência na CCJ, onde ele teve oportunidade de reproduzir suas posições anteriores sobre os desacertos do governo. Ele elogiou a posição do presidente da OAB-PI, Chico Lucas, que praticamente repercutiu o que a oposição tem dito sobre o atual governo. Gustavo chegou a indagar se realmente o governo Wellington Dias tem 67% de aprovação popular.

Outro aparteante foi o deputado Marden Menezes (PSDB), que disse não saber como os gastos do governo são aprovados pelo Tribunal de Contas do Estado. Ele criticou a maneira como o governo cria Coordenadorias que acabam atuando onde não deveriam, como é o caso da Coordenadoria da Juventude, que está construindo asfalto.

O deputado Dr. Pessoa (PSD) disse em aparte que chegou a pensar que os discursos do colega Robert Rios fossem uma espécie de palanque, mas chegou à conclusão de que ele estava correto. Pediu desculpas ao orador e afirmou que o Piauí poderá chegar à situação de outros estados.

Robert Rios concluiu seu pronunciamento criticando a falta de condições na segurança para o combate à criminalidade e dos presídios para alimentar condignamente os detentos.

.

Raimundo Cazé – Edição: Caio Bruno

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here