CCJ da Alepi retira de pauta tramitação de matéria que aumentaria impostos

0
323

A Mensagem do Governo do Estado do Piauí que pretendia aumentar a alíquota de impostos de diversos produtos e serviços começou a ser discutida na Comissão da Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa na manhã desta terça-feira (10/10), mas teve sua tramitação suspensa.

A reunião da CCJ foi marcada pela manifestação de empresários e representantes de associações que são contrários a tramitação do projeto, entre eles o presidente da Federação das Industrias do Piauí (Fiepi), e ex-governador Zé Filho. Por conta da complexidade, o presidente da Comissão, deputado Evaldo Gomes (PTC), retirou a matéria de pauta.

“Nós temos uma presença muito grande de empresários e representantes de associações que querem discutir afundo a matéria. Em consideração a eles, e como essa Casa nunca se recusou ao debate e a discussão, eu estou retirando a matéria de pauta para que possamos discuti-la mais detalhadamente”, disse Evaldo.

O deputado Rubem Martins (PSB) entrou com requerimento solicitando audiência pública para discutir o projeto e mais tarde na sessão plenária o deputado Rubem Martins (PSB) sugeriu que ela fosse realizada na semana que vem.

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Teresina (Sinduscon), André Baia, fez uso da palavra, representando a comissão de empresários presentes, e pediu do Governo do Estado uma solução a longo prazo para os problemas do Piauí.

“O aumento de impostos, energia elétrica, de gasolina, do valor do gás, telecomunicações, não é problema só nosso como empresários, mas sim de todo o povo do Piauí. Nós estamos falando de bens básicos e por isso, queremos informar a todos os deputados dessa casa que, além de mobilizar a classe empresarial, vamos entrar em contato com todos líderes e presente dos sindicatos dos trabalhadores e dizer que esse projeto não tem condição de passar como está. Esse problema é do Piauí, de todos nós”, disse.

.

Fonte: Com informações da Alepi

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here